Confira as nossas dicas de como abrir um negócio e não fechar no primeiro ano. As pesquisas mostram que a falta de planejamento e preparo do empreendedor faz com que muitos negócios fechem logo no primeiro ano. Veja como evitar isso neste artigo.
Confira as nossas dicas de como abrir um negócio e não fechar no primeiro ano. As pesquisas mostram que a falta de planejamento e preparo do empreendedor faz com que muitos negócios fechem logo no primeiro ano. Veja como evitar isso neste artigo.

Como abrir um negócio e não fechar no primeiro ano

Estudos apontam que mais de 20% das empresas fecham as portas no 1 ano e fica pior, pois em 4 anos, a média de empresas que falem é de 50%. E como fazer para ter um negócio de sucesso e ficar longe desta estimativa?

Para te ajudar a ter um negócio de sucesso e duradouro criamos este conteúdo com algumas dicas exclusivas. Confira a lista!

Faça um plano de negócios

O plano de negócios é sempre uma das ferramentas mais recomendadas por especialistas, e não é para menos, através dele você poderá evitar riscos e dificuldades no decorrer do percurso, organizar todas as atividades, ter um cronograma a ser seguido e padronizar seus atos.

Crie um plano de negócio, mesmo que “perca” semanas, um plano de negócio bem definido pode ser o responsável direto pelo sucesso do seu negócio. Destaco, o plano de negócios pode ser “refeito” de ano em ano, já que os objetivos e metas da empresa mudam ciclicamente.

  Leia o artigo Como Elaborar Um Plano de Negócios da Forma Correta

Inicie quando puder e não quando quiser

Ótima dica e que pode prevenir uma falência antecipada do seu empreendimento. Afobar-se para montar o próprio negócio é um erro bastante comum, fazendo com que se faça uma abertura prematura.

Espere até realmente tiver sanado todos os pontos necessários para abrir uma empresa, desde a escolha do nicho até o momento do encaminhamento de pedido de alvará. Apenas depois disso inicie os gastos. Afinal, para que ter funcionários e gastos antes mesmo de estar operando?

Tenha um capital de giro

O capital de giro costuma ser ignorado por quem está iniciando, pensando que é mera “liberalidade”. Não. No início de um negócio, raramente NÃO se usa o capital de giro.

O capital de giro será o responsável por manter seu negócio ativo nos momentos difíceis, ainda mais quando efetuar vendas a prazo/parcelado (muito comum).

Sugiro manter um capital de giro, e não do banco, próprio de no mínimo 25% do valor do investimento.

Não comece com dívidas

Em um “mundo perfeito” você abrirá o negócio, dará muito lucro e certamente poderá pagar todas as dívidas que teve de fazer para inicia-lo. Correto? Isso acontece apenas nos pensamentos e imaginação.

Na prática, o negócio não se paga nos primeiros 6 meses normalmente, salvo raras exceções. Agora, iniciar com dívidas é ter certeza de fracasso e por seu investimento financeiro fora literalmente.

Caso você não tenha os valores necessários para iniciar com a sua empresa, espere, guarde e comece realmente quando estiver pronto.

Negócios são cíclicos: Cuidado!

Conseguiu montar sua empresa, está de parabéns! Agora vamos ao segundo erro básico dos empreendedores de primeira viagem, esquecer que a boa fase é cíclica.

Esteja atento ao seu negócio nos momentos bons também, antecipe as crises futuras. Quanto mais vigilante e cuidadoso você estiver, menores são os riscos de sofrer fortes impactos com problemas futuros.

Inove sempre

Inovar é preciso, ainda mais quando se trata de negócios. Começar bem um empreendimento e ir, aos poucos, perdendo clientes e reduzindo o faturamento normalmente é resultado da falta de inovação.

Esteja sempre inovando e criando novas formas de atrair clientes e conquista-los, isso irá manter seu negócio sempre em ascensão. Esqueça o comodismo!

Fornecedores são a moeda de barganha de preços

O preço é sempre um balizador para aumentar ou reduzir as vendas, mas como conseguir diminuir o preço para o consumidor e ao mesmo tempo manter o lucro? Os fornecedores podem ser a solução.

Faça uma busca de fornecedores do mesmo produto e tente negociar entre eles, isso, por si só, pode representar economia e consequentemente aumento de lucratividade.

Foque na qualidade à quantidade

Vender bastante é bom, gera lucros e aumenta o faturamento da empresa, contudo, quando se deixa de lado a qualidade, em longo prazo, você perderá clientes. Isso porque, o foco na quantidade costuma deixar de lado fatores relevantes aos consumidores, como a qualidade na prestação do serviço, suporte, atendentes qualificados, caixas, prazos, entre outros fatores.

Procure sempre focar na qualidade da prestação do serviço/produto, a quantidade/demanda acontecerá espontaneamente. À medida que os potenciais clientes reconhecerem a qualidade do produto, o aumento da demanda e propagação do serviço acontece.

Clientes antigos são tão importantes quanto os novos

Você tem valorizado os seus clientes antigos? Ao passo que o negócio começa a crescer é normal o foco passar a ser os novos clientes, contudo, isto pode ser um erro.

Deixar de valorizar os clientes que já conhecem sua marca resulta, em pouco tempo, na perda deles. Estes clientes seriam os responsáveis por fazer boa propaganda da empresa (atrair novos clientes) e também por manter a rotatividade nas compras, gerando lucros quase “fixos” e capazes de manter o negócio.

Faça uma avaliação agora mesmo e valorize os seus clientes antigos.

Pós-venda é obrigatório

O pós-venda talvez seja a ferramenta mais importante em uma empresa. A utilização de call center, setor de ajuda, entre outras facilidades, por si só aumenta as vendas, já que transmite maior confiança e credibilidade para o consumidor, o que acaba comprando mais facilmente.

Outro fator que torna o pós-venda tão importante é o fato de auxiliar na fidelização dos clientes, aumentando o índice de recompra e claro, lucros.

Se o seu setor pós-venda está falhando, foque todos seus esforços para ele agora mesmo, isso pode ser o responsável por suas baixas vendas.

Gostou das dicas para não fechar as portas do seu negócio no primeiro ano? Lembre-se que uma gestão e conhecimentos são fundamentais.

Agora que você já conhece nossas dicas para ter um negócio de sucesso e não fechar no primeiro ano, suas chances de sucesso será maiores. Mantenha-se atualizado assinando nossa Newsletter.

Avalie este artigo
[Total: 0 Média: 0]

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA