Microfranquias são opção para ganhar dinheiro investindo pouco

Para quem quer ganhar dinheiro, uma ótima opção é abrir uma microfranquia, que é um mercado que vem crescendo bastante, custam no máximo 50 mil reais e algumas permitem até que se trabalhe de casa, sendo uma home based. É a chance de se tornar seu próprio patrão sem fazer um investimento tão grande.

De acordo com os dados mais recentes da Associação Brasileira de Franchaising, o mercado de franquias de modo geral cresceu em torno de 105 bilhões de reais no ano passado e as marcas disponíveis no mercado brasileiro chegaram a 350. O setor mais procurado é o de serviços. O rendimento médio é em torno de 30 mil reais mensais.

Os sites especializados mostram a todo momento casos de sucesso de pessoas que acreditaram no poder das microfranquias e se deram bem, como a Aline Cavalcante, que era dona de casa e queria trabalhar, então seu marido sugeriu que procurassem uma franquia. Há três anos, Aline comprou uma microfranquia de uma empresa de seguros por 10 mil reais. No primeiro ano, começou a trabalhar em casa e fez um curso exigido para exercer a profissão de corretora.

Aline explicou o motivo que a levou a fazer esse investimento nesse tipo de negócio: “O risco eu acho que é menor. A franquia tem toda uma estrutura por trás, e qualquer dúvida, então como era pra mim tudo muito novo, era melhor começar com uma franquia”.

Ana Lembrou da Cleusa Maria, que esteve no programa em janeiro e contou como conseguiu chegar lá fazendo balas de coco recheadas, que aprendeu no Mais Você.

Os produtos fizeram tanto sucesso que a Cleusa abriu uma pequena doceria em sua cidade e depois de cinco anos, ela atendeu ao pedido de um cliente que queria investir na marca e vendeu a primeira franquia da loja de doces.

De lá para cá, já são 126 lojas, sendo oito próprias! O caso dela se encaixa no setor de “franquias”, não microfranquias, porque a primeira franquia foi vendida por cerca de 150 mil reais. Hoje, pra você abrir uma loja como a dela, tem que desembolsar cerca de 300 mil reais.

Cartilha ensina como iniciar seu negócio no segmento de franquias

A presidente da Associação Brasileira de Franchaising, Fátima Rocha, montou uma cartilha para quem tem um dinheirinho extra e quer começar o seu negócio. Tire as dúvidas e anote as dicas!

Erros mais comuns:

  1. Achar que vai ficar rico sem trabalhar;
  2. Comprar uma microfranquia pelo preço baixo, sem gostar do ramo escolhido

Por que abrir uma microfranquia e não um negócio próprio? Porque quem nunca teve um negócio geralmente não tem noção de como lidar, então o franqueador entra aí como um anjo da guarda. Ele vai orientando o franqueado, que vai seguindo uma sequência lógica, até chegar à abertura do negócio.

Fazer parte de uma rede tem suas vantagens:

No sistema de franquias, as marcas já estão consolidadas e testadas no mercado, já têm marketing compartilhado, e o franqueado não precisa investir em panfletagem, porque isso é custeado pela rede.

O franqueador deve ajudar na hora da contratação:

Quem abre uma microfranquia recebe ajuda também na hora de contratar funcionários, na seleção.

Dicas:

  • Não economize ao contratar um consultor ou advogado, porque é ele que vai analisar toda a documentação do franqueador e analisar tudo, prazos, conteúdo e se está tudo correto.
  • Analise se você tem o perfil necessário para o negócio, porque vai ter que trabalhar muito e gostar do que faz.

Fonte: Portal Mulheres Empreendedoras

Avalie este artigo
[Total: 0 Média: 0]

1 Comentário

  1. Sensacional esse artigo. Realmente, as microfranquias são uma ótima opção para quem quer começar seu próprio negócio. Parabéns mesmo hein!

DEIXE UMA RESPOSTA